Juntos novamente!

happy golfers

Isso é ótimo, esperado há muito tempo, mas também um pouco assustador…

Se você é casado (a) ou tem uma parceira (o) quando se aposenta, agora não faltará tempo para vocês estarem juntos por muitas horas, todos os dias. Enquanto trabalhavam, cada um de vocês tinha suas atividades, que os mantinham ocupados e dedicados, e se encontravam no fim do dia para compartilhar as novidades. Períodos maiores de convivência, só nos fins de semana ou, eventualmente, nas férias. Agora, a coisa mudou de figura: prepare-se para conviver com seu  amor 24 horas por dia, sete dias por semana, nos próximos vinte anos ou mais!

A perspectiva de ter tanto tempo livre pode ser tentadora, há muito tempo desejada, mas também um tantinho assustadora. Sabemos que bom relacionamento é fonte de felicidade, especialmente na aposentadoria, quando vocês ficam tanto tempo juntos. Um pouco de cuidado com alguns detalhes e outro tanto de sensibilidade ajudam o casal a aproveitar melhor esse período pelo qual esperou tanto. Anote algumas dicas para manter seu relacionamento  em alto estilo na aposentadoria.

Continue interessado(a). Muitas vezes, parece fácil a gente se acomodar e deixar as coisas simplesmente acontecerem. Afinal, estamos ficando velhos! Porém, não é só porque nossos cabelos branquearam nas têmporas que não podemos tentar coisas novas, atraentes e cheias de aventuras. A pior coisa é cair na rotina sem fazer qualquer esforço. Alguma improvisação, como uma viagem-surpresa, uma aventura ao entardecer ou um maço de flores presenteado sem nenhuma razão pode aproximar ainda mais o casal. Ninguém quer se entediar, não é? Portanto, seja criativo.

Cada um com seu espaço. Não é preciso dizer que vocês compartilham diversos interesses, ou não estariam juntos. Mas o fato de cada um dedicar-se a atividades diferentes ajuda a manter a relação sempre interessante, uma vez que nem tudo de que gostamos interessa ao parceiro, e vice-versa. Um pouquinho de solidão nos ajuda a buscar com mais intensidade nossos interesses. É saudável manter sempre um misto de ações individuais e em dupla durante o dia, em vez de o casal ficar “grudado” dia e noite.

Faça a sua parte. `As vezes, um parceiro fica em casa, cuidando de limpeza ou fazendo trabalhos de manutenção da casa, sozinho. Quando o outro se aposenta, é a hora de fazer a divisão de tarefas domésticas. Só porque um é melhor que o outro em lavar louça ou passar roupa, não é justo que ele fique eternamente com esses trabalhos. Se ambos trabalharem, sobrará mais tempo para os dois se divertirem.

Outro cuidado importante, principalmente para homens que chefiaram equipes durante sua vida profissional, é pegar leve nas “sugestões” dadas `a parceira, que há muitos anos faz as tarefas `a sua maneira. Não é porque foi outrora um gerente competente que  o parceiro se tornará um “expert” em serviços domésticos. Se o modo dela de fazer o trabalho sempre funcionou, pode perfeitamente continuar assim, sem sua orientação.

Não brigue por ninharias. Depois de muitos anos, você chegou `a conclusão de que  nenhum de vocês é perfeito, certo? Na verdade, a perfeição pode ser muito chata. Portanto, passar por cima de pequenos defeitos  é muito importante para a paz dos casais, especialmente se vocês ficarão juntos 24 horas por dia. Isso nos ajuda a aceitar que somos pessoas cheias de hábitos e que, depois dos 65 anos, as mudanças de comportamento são ainda mais difíceis. Que importância tem o fato de ela nunca recolocar a tampa no tubo de dentifrício ou de você não pendurar o pano de prato? Pequenas coisas podem incomodar, mas procure lembrar-se de que são apenas coisas pequenas.

Seja compassivo. Depois de anos juntos, sabemos uma porção de coisas de nossos parceiros. Percebemos sutilezas que outros não vêm. Detectamos comportamentos fora do esquadro e deciframos com maestria as causas desses gestos. Com tanta habilidade em observar e com a vantagem da intimidade de nossa perspectiva, ninguém melhor do que nós será capaz de ter a sensibilidade, a aceitação e a paciência para com tais defeitos.

Mantenha-se firme. Só porque você está aposentado, isto não significa que está livre dos desafios contínuos da vida. Os filhos poderão ter problemas, vizinhos podem aprontar, dinheiro pode faltar e a saúde pode apresentar algumas surpresas. Mas se permanecermos unidos, aguentando firme, como aprendemos a vida toda, temos mais chances de resistir. Podemos buscar força e socorro um no outro. Juntos,  temos mais elementos para enfrentar e apreciar a vida de aposentados.(DAVE BERNARD).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.