Unknown fit-senior-lady Unknown-1

Você já sabe, naturalmente, que,`a medida que o tempo passa, o mais importante de tudo é manter-se ativo(a).  A prática regular de exercícios lhe dá energia, mantém sua independência e previne o aparecimento de doenças ou dores, além de reverter alguns dos sinais de envelhecimento. Mais que isso, os exercícios não são bons apenas para o corpo, mas também para a mente, a disposição e a memória. Ainda que você tenha se mantido saudável até aqui, ou esteja enfrentando alguma doença, há uma enorme variedade de meios que farão de você alguém mais ativo, confiante e em forma.

Começar ou estabelecer uma rotina de exercícios é um desafio quando ficamos mais velhos. Você pode desanimar por conta de doenças, problemas de saúde ou medo de cair ou ferir-se. Ou, se não tem o hábito, pode não saber por onde começar ou considerar que está velho demais ou muito fraco, ou ainda que é chato e que, simplesmente, o exercício não faz sua cabeça.

Embora esses argumentos lhe pareçam bons para deixar tudo como está, eles ao contrário constituem razões ainda melhores para você se mexer. O exercício melhora sua disposição, reduz o estresse, ajuda a controlar sintomas de doenças ou dores e melhora sua sensação geral de bem-estar. Ele é de fato a chave para que você se torne um idoso forte, cheio de energia e saudável. E também pode ser divertido.

Não importa sua idade ou se você não está nas melhores condições físicas, o exercício lhe trará benefícios certos. Para colher as recompensas da atividade física você não precisa malhar até a exaustão ou frequentar diariamente a academia. Basta acrescentar um pouco mais de movimento e atividade `a sua vida, ainda que em pequenas doses. Mesmo que você esteja bem ou enfrente alguma doença — e até se não possa sair de casa –, há muitas maneiras de colocar seu corpo em movimento e melhorar sua saúde.

5 Mitos sobre exercícios para seniores.

Mito n˚1:  Não vejo razão para me exercitar. De qualquer forma, vou envelhecer.

Realidade: Exercício e treinamentos de força ajudam a torná-lo e fazê-lo sentir-se mais jovem e ativo por mais tempo. A atividade física regular reduz riscos de um grande número de doenças, incluindo Alzheimer e demência, cardiopatias, diabetes, câncer de colon, pressão alta e obesidade.

Mito n˚2: Pessoas idosas não deveriam exercitar-se, mas guardar forças e repousar.

Realidade: As pesquisas demonstram que a vida sedentária não faz bem após os 50 anos. A inatividade leva os adultos de mais idade a perder a capacidade de realizar determinados esforços por si próprios e causa mais hospitalizações, busca por cuidados médicos e por medicação para suas doenças.

Mito n˚3: Os exercícios apresentam risco de quedas.

Realidade: Por produzirem força e estamina, os exercício previnem a perda de massa óssea e promovem o equilíbrio, o que, na verdade, reduz o risco de quedas.

Mito n˚4: É tarde. Estou muito velho para começar a me exercitar.

Realidade: Nunca se é velho demais para exercitar. Se nunca o fez antes, ou se já faz tempo, comece caminhando com moderação e com outras atividades suaves.

Mito n˚5: Sou incapaz. Não posso me exercitar sentado.

Realidade: Cadeirantes enfrentam desafios maiores, mas podem erguer pequenos pesos, alongar alguns músculos e fazer movimentos aeróbicos que ajudam a expandir o alcance dos movimentos, melhorar o tônus muscular e promover a saúde cardiovascular.

(Autores: Sarah Kovatch, M.F.A., Melinda Smith, M.A., Jeanne Segal, Ph.D; publicado em Helpguide.org.)

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s