artigo demência

 

Você sabe qual é a diferença entre mal de Alzheimer e Demência?

Como quase todo mundo, você talvez fique confuso com essas  duas palavras porque, no passado, ensinavam  que eram a mesma coisa.

Bem, você não está sozinho, pois a diferença entre essas duas doenças pode ser controversa. Porém, o que distingue uma da outra não é muito difícil de ser entendido.        Em termos comuns, é como a diferença entre respiração curta e asma. Respiração curta não é uma doença específica: pode acometer qualquer um e tem causas muito diferentes, sendo a asma apenas uma delas.        Da mesma forma, demência também não é uma doença específica. É uma combinação de sintomas com causas muito diversas, incluindo a doença de Alzheimer.

Ainda confusa? Pense assim: você vai ao médico com respiração curta, ele, para descobrir o problema, coloca o estetoscópio em seu peito para conferir se a causa á asma ou pneumonia. Em seguida, escuta o coração para ver se a falta de ar é causada por uma arritmia cardíaca ou taquicardia.

O médico ainda pergunta se você está preocupada, porque sua dificuldade respiratória pode estar sendo causada por ansiedade. Depois desses exames, o médico conclui que a sua respiração curta é na verdade devida a alergia a castanhas.

De forma parecida, quando se trata de demência, seu médico precisa descobrir a causa oculta e, embora a doença de Alzheimer seja a forma mais comum de demência, ela não é a única.

A demência pode ser causada por alterações vasculares do cérebro, doença de Parkinson, deficiências vitamínicas, problemas na glândula tireoide,  infecções crônicas no cérebro ou medicação. Até uma depressão profunda pode parecer demência, o que significa que se alguém que você ama tem demência, isso não quer dizer que ele ou ela tenha doença de Alzheimer.

Isto tudo é muito importante que seu médico estabeleça porque algumas causas de demência, como infecção, reação à medicação, deficiência na glândula tireoide e falta de vitaminas podem ser revertidas com o tratamento adequado.

Portanto, ao se descobrir a causa e com a adoção do tratamento correto para o problema, a qualidade de vida do paciente pode melhorar consideravelmente. Se você, ou alguém querido apresenta os sintomas de demência, procure seu médico para descobrir o que há por trás disso.