A capacidade para o trabalho após os 50 anos

modern-mature-woman-shopping-online-home-senior-doing-33917221

O Dr. Julio Abramczyk revelou em sua coluna publicada na Folha de S. Paulo que testes afirmam não haver diferença de desempenho entre trabalhadores com 50 anos e mais e outros trabalhadores abaixo dessa idade. “A dificuldade para conseguir emprego aos 50 ou mais anos de idade é reconhecida em todas as atividades”, afirma o colunista.

“No entanto, o ICT (Índice de Capacidade para o Trabalho) indica desempenho similar, isto é, sem diferença, em testes realizados comparando trabalhadores acima dos 50 anos e pessoas abaixo dessa idade, segundo uma pesquisa publicada no periódico Brazilian Journal of Physical Therapy”.

“O estudo “Índice de capacidade para o trabalho e capacidade funcional em trabalhadores mais velhos”, de Rosemeire S. Padula e colaboradores da pós-graduação em fisioterapia da Unicid (Universidade Cidade de São Paulo), aponta que o número de doenças e medicamentos regularmente usados foi maior entre os trabalhadores mais longevos.”

“Entretanto, condições de saúde desfavoráveis parecem não afetar a capacidade deles para o trabalho.”

“Os trabalhadores mais velhos participantes do estudos eram casados, mais escolarizados e tinham maior renda, uma relação direta e positiva para a capacidade de trabalho, asseguram os autores”.

“A explicação: em todas as profissões, aquelas pessoas com mais anos de estudo e maior renda têm experiência profissional mais rica, demonstram melhor desempenho intelectual e também têm melhor saúde”.

“Os mais pobres e menos escolarizados apresentam tendência para maior fragilidade biológica e psicológica `a medida que envelhecem”. (Julio Abramczyk, in Folha de S. Paulo de 01/02/2014).

Author: sebastiaoaguiar

Newsman and Writer My career in Journalism has led me to increasingly specialize in editing and writing for some of Brazil’s major nationwide newspapers and magazines issued from São Paulo and Rio de Janeiro. In about 50 years in the press area, I have been a reporter, a copydesk, editor, senior editor and editor in chief, as well as public relations, press agent, media official to the State of São Paulo and the Federal Goverment, author and ghost writer to officials and other authors. Throughout these years I have been lucky enough to travel to many places, since I was the travel editor for Folha de S. Paulo newspaper for more than three years, and the press chief in Embratur, the federal bureau for the travel industry in Brazil, not to mention many other media vehicles I have worked for.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.