Só 27% dos idosos trabalham no Brasil

Cerca de 27% dos idosos brasileiros trabalhavam em 2012. Os dados são da Síntese de Indicadores Sociais 2013, divulgados recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O tempo médio semanal dedicado ao trabalho foi 34,7 horas. O IBGE considera idoso pessoas com 60 anos ou mais.

Naquele ano, a grande maioria (76,3%) desse público recebia benefício da previdência social. A principal fonte do rendimento para a faixa dos que tinham 60 anos foi a aposentadoria ou pensão (66,2%), enquanto, para o grupo de 65 anos ou mais, a participação desta fonte de rendimento representou 74,7%. Cerca de 24% do total de indivíduos pesquisados não recebiam aposentadoria ou pensão, enquanto 7,8% acumulavam aposentadoria e pensão.

Ainda segundo o estudo, 15% das pessoas com 65 anos ou mais de idade não recebiam aposentadoria ou pensão, e 19,4% estavam ocupados, sendo que, do total, 29,6% eram homens e 11,6%, mulheres.

A participação relativa do idoso na força de trabalho do país correspondia a 12,6% da população total no ano passado. A maioria do grupo era feminina (55,7%) e branca (54,5%), e vivia em áreas urbanas (84,3%). O nível médio de instrução do grupo foi de 4,6 anos de estudo.

O IBGE informou também que os idosos, em sua maioria, (64,2%) eram as pessoas de referência no domicílio e 47,8% tinham, de todas as fontes, rendimento superior a um salário mínimo. Porém, cerca de 43,5% do universo pesquisado residiam em domicílios com rendimento mensal per capita igual ou inferior a um salário mínimo. (Extraído da Agência Brasil).