Atenção aos problemas de audição

cheerful-senior-woman-talking-mobile-smiling-looking-camera-30529118

É comum pessoas não se darem conta de seus problemas de audição, e, por isso, não procurarem um otorrino, ainda que, por causa do problema, se sintam constrangidas diante de um médico, de amigos ou da família. Você, porém, poderá identificar alguma possível dificuldade auditiva se fizer a si mesmo algumas perguntas:

  • É difícil escutar quando estou ao telefone?
  • Não escuto bem o que me dizem quando há um barulho de fundo?
  • Não acompanho bem a conversa quando há duas ou mais pessoas falando ao mesmo tempo?
  • Preciso me esforçar para entender o que me dizem?
  • Muitas pessoas com quem converso parecem murmurar ou enrolar as palavras?
  • Eu confundo o que me perguntam e respondo outra coisa?
  • Peço `as pessoas que repitam o que disseram?
  • É mais difícil entender o que mulheres e crianças dizem?
  • As pessoas se queixam de que o volume da TV está muito alto?

Problemas de audição logo identificados podem melhorar com tratamento médico adequado, como uso de aparelhos, medicamentos ou mesmo cirurgias.

A perda sensoneural súbita, ou surdez repentina, pode surpreender um paciente em apenas três dias, o que pode até configurar uma emergência médica.  Seja em que caso for, o otorrinolaringologista é o profissional capaz de identificar e mensurar sua perda de audição. Ele utilizará um aparelho chamado audiômetro para testar sua capacidade de ouvir sons de diferente natureza e intensidade. Esse especialista avaliará a eventual perda e indicará a ajuda necessária.

Os testes feitos por técnicos são indolores. Esses profissionais não prescreverão medicamentos ou indicarão cirurgias. Um especialista em audição será a pessoa certa para checar a quantas anda sua audição, determinar os recursos a serem empregados, a definir métodos de reabilitação e a indicar ou mesmo proceder `a cirurgia apropriada.

Author: sebastiaoaguiar

Newsman and Writer My career in Journalism has led me to increasingly specialize in editing and writing for some of Brazil’s major nationwide newspapers and magazines issued from São Paulo and Rio de Janeiro. In about 50 years in the press area, I have been a reporter, a copydesk, editor, senior editor and editor in chief, as well as public relations, press agent, media official to the State of São Paulo and the Federal Goverment, author and ghost writer to officials and other authors. Throughout these years I have been lucky enough to travel to many places, since I was the travel editor for Folha de S. Paulo newspaper for more than three years, and the press chief in Embratur, the federal bureau for the travel industry in Brazil, not to mention many other media vehicles I have worked for.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.